Tudo sobre a cárie dentária!



Cárie dentária é um dos problemas de saúde bucal mais comuns da humanidade e consiste em uma alteração na mineralização do esmalte dentário causada por alterações no pH bucal, as quais resultam em lesões na superfície do dente.


O que é cárie?

A cárie está relacionada à desmineralização do dente, que ocorre quando tipos específicos de bactérias produzem ácidos que destroem o esmalte do dente e a camada do dente logo abaixo dela, a dentina.

Quando restos alimentares são mantidos na boca, o pH salivar fica ácido, o que favorece o acúmulo de streptococcus mutans . Esse micro-organismo produz ainda mais ácido que, com o tempo, pode resultar na formação de lesões cariosas.



Quais são as causas?

Diversos tipos de bactérias vivem em nossas bocas e se acumulam nos dentes em uma película chamada placa bacteriana (biofilme dental). Quando nós comemos e bebemos, essas bactérias criam ácidos que podem dissolver a camada protetora do dente, o esmalte. Os ácidos removem os minerais desta camada, e a falta de tratamento pode resultar na cárie.

A limpeza inadequada somada ao consumo exagerado de alimentos com açúcar, como bolos, doces ou biscoitos, cria um ambiente propício à proliferação de bactérias.



Fatores de risco

A carie é uma doença é multifatorial.

Os fatores de risco para que ela ocorra são:

· Má higiene bucal, que resulta no acúmulo de placa bacteriana;

· Alimentação cariogênica, baseada em alimentos que estimulam o desenvolvimento da cárie dentária, como os ricos em carboidratos fermentáveis, como pão branco, bolos, bolachas e doces;

· Alterações imunológicas que podem alterar a composição salivar e fazer com que haja menos proteção por parte da saliva.


Tipos de cáries dentárias

A cárie pode aparecer em três tipos:

Coronária

São as cáries mais frequentes, as quais podem ocorrer tanto em adultos como em crianças. Afetam a parte visível dos dentes, chamada de coroa.

Apesar disso, é considerado o tipo mais fácil de diagnosticar e tratar.

Radicular

Maior frequência quando há retração gengival

Costuma aparecer com maior frequência quando há retração gengival (que pode acontecer pelo envelhecimento ou por outros fatores, como má-oclusão ou traumas), de modo a deixar exposta uma parte frágil do dente, que não tem esmalte e, normalmente, fica sob a gengiva e o osso.

Ou seja, esse tipo afeta diretamente a raiz dos dentes, sendo mais grave, uma vez que o tecido desta área é menos duro que o esmalte, permitindo que a progressão da lesão de cárie seja mais rápida.

Recorrente

É caracterizada pela recidiva da cárie em uma região que foi previamente tratada. Ocorre o acúmulo de placa bacteriana em volta dos materiais de tratamentos já feitos, como a resina das restaurações.

Sintomas

Os sintomas dependem da fase em que a doença se encontra:

Fase inicial:

Neste período, muitas vezes o dente com cárie não tem sintomas, porque apresentam apenas manchas brancas e porosas, as quais podem ser percebidas em um exame clínico.

Estado intermediário ou avançado:

Nesta fase, já há a formação de cavidades que, quanto mais profundas, mais sintomas dolorosos podem apresentar.

Em alguns casos, a cárie se manifesta com:

· Dor que piora ao comer ou beber algo doce, frio ou quente

· Presença de furinhos em um ou mais dentes

· Sensibilidade ao tocar em um dente

· Gengiva inchada e dolorida, no local, quando há contato da superfície cavitada


Diagnóstico

O diagnóstico da doença deve ser feito pelo dentista por meio de entrevista e exames que diagnosticam e indicam o estágio do problema. Eles são:

· Exames radiográficos, como o raio-X dentário

· Anamnese: série de perguntas sobre histórico do paciente, incluindo a presença e características de dor

· Exames clínicos visuais (com auxílio de instrumentos)




Como posso evitar as cáries?

Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente. Faça visitas regulares ao dentista. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios. Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido. Utilize produtos dentários que contenham flúor, incluindo o creme dental. Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.



Cárie tem cura?

O dente cariado tem cura por meio de tratamento adequado, que normalmente salva o dente e a saúde dentária. Porém, o prognóstico do quadro dependerá de qual fase se encontra a doença. dente cariado

O tratamento precoce e no estágio inicial costuma ser menos doloroso e mais barato do que o realizado em estágio avançado.


#dicasClinicaInova

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
logo whats 2.png